Centro de Acolhimento do Beato



Clique nas imagens para abrir a galeria

O Centro de Acolhimento do Beato encontra-se numa fase de transição, do acordo celebrado entre o Centro Regional da Segurança Social de Lisboa e Vale do Tejo,a Câmara Municipal de Lisboa, e a VITAE- Associação de Solidariedade e Desenvolvimento Internacional, em 1999, com o objectivo de acolhimento temporário da população sem-abrigo, em regime de alojamento nocturno, para as três novas respostas:

  • Centro de Alojamento Temporário a 24horas (com capacidade para 78 utentes);
  • Comunidade de Inserção Masculina a 24horas (com capacidade para 30 utentes);
  • Comunidade de Inserção Feminina a 24 horas (com capacidade para 18 utentes).
 
 
O Centro de Alojamento Temporário (a 24 horas) do Beato, com capacidade para 78 utentes, surge da reestruturação do acordo de cooperação celebrado com o ISS.IP- Centro Distrital de Lisboa, e a Câmara Municipal de Lisboa de 1 de Dezembro de 1999 em ordem à celebração de novo acordo, assinado a 30 de Novembro de 2015.

Esta resposta tem como objectivo geral promover o enfoque no treino de actividades da vida diária, outras actividades ocupacionais e pedagógicas, beneficiando uma abordagem motivacional para programas mais estruturados. Por forma a atingir este objectivo, foram definidos os seguintes objectivos específicos:
  • Garantir as condições básicas de sobrevivência;
  • Assegurar a atribuição/acompanhamento de um técnico de referência (técnico superior de serviço social);
  • Assegurar apoio psicológico;
  • Promover a elaboração do projecto de vida do utente de forma participada;
  • Desenvolver actividades individuais e de grupo numa perspectiva motivacional, veiculando a mudança.

Para atingir estes objectivos, foram programadas um conjunto de actividades a desenvolver pela instituição:
  • Alojamento;
  • Alimentação;
  • Higiene;
  • Atendimento/acompanhamento técnico (psicossocial);
  • Elaboração/ implementação do projecto de vida;
  • Actividades de grupo – grupos de auto-ajuda; treino de actividades de vida diária; treino de competências; outras actividades ocupacionais, socioculturais e de lazer;
  • Apoio médico e de enfermagem;
  • Apoio jurídico (quando solicitado).

Esta resposta social é destinada à população em situação de risco social, designadamente “pessoas sem-alojamento”, que carecem de uma intervenção biopsicossocial concertada no sentido de um projecto estruturado.

Mantemos como principal propósito, assegurar todos os meios que possam conduzir à dignificação das pessoas Sem-Abrigo, procurando essencialmente a sua reintegração socioprofissional.
 
 
A Comunidade de Inserção Masculina do Beato tem capacidade para 30 utentes, entrou em funcionamento a 01 de Janeiro de 2016, através do acordo de cooperação assinado com o ISS.IP- Centro Distrital de Lisboa em 30 de Novembro de 2015.

Esta resposta tem como objectivo geral contribuir para uma progressiva inserção e para uma gradual autonomia. Por forma a atingir este objectivo foram definidos os seguintes objectivos específicos:
 
  • Garantir as condições básicas de sobrevivência;
  • Proporcionar apoio psicológico e social;
  • Contribuir para a obtenção de uma gradual qualidade de vida;
  • Promover o desenvolvimento estrutural das pessoas, e a aquisição de competências básicas e relacionais;
  • Potenciar a aquisição de padrões de comportamento e competências sociais, que tornem possível o processo de socialização, e a prática inerente ao mercado normal de trabalho;
  • Garantir o acompanhamento e apoio para a integração socioprofissional;
  • Facilitar a definição de um plano individual de inserção participado, em ordem à elaboração de um projecto de vida personalizado.
 
Para atingir estes objectivos foram definidos um conjunto de actividades fornecidas pela
instituição:
  • Alojamento;
  • Alimentação;
  • Higiene e necessidades multidimensionais;
  • Diagnóstico;
  • Atendimento/acompanhamento técnico na elaboração/ implementação do projecto de vida;
  • Criar condições que assegurem, numa lógica multidisciplinar, o equilíbrio psicológico e uma efectiva reinserção social;
  • Acompanhamento psicológico;
  • Apoio Social;
  • Apoio Jurídico;
  • Actividades Individuais (técnicas de procura de emprego; apoio no estabelecimento da rede social de suporte- família, amigos, grupos de pertença; 
  • Actividades de grupo – ateliers, grupos de auto-ajuda; educação para a saúde – acções de sensibilização, treino de actividades de vida diária, treino de competências; voluntariado, actividades sócio-culturais, outras actividades ocupacionais com utilidade social e de lazer;
  • Qualificação escolar;
  • Formação profissional;
  • Emprego protegido;
  • Encaminhamento/acompanhamento noutras actividades profissionalizantes;
  • Sessões de informação e orientação para o apoio à empregabilidade e acesso ao trabalho;
  • Promover a articulação interinstitucional e intrainstitucional;
  • Desenvolvimento de parcerias;
  • Apoio médico e de enfermagem;
  • Apoio jurídico quando solicitado.
 
 
A Comunidade de Inserção Feminina do Beato tem capacidade para 18 utentes, entrou em funcionamento a 01 de Janeiro de 2016, através do acordo de cooperação assinado com o ISS.IP- Centro Distrital de Lisboa em 30 de Novembro de 2015.

Tal como a Comunidade de Inserção Masculina, esta resposta tem como objectivo geral contribuir para uma progressiva inserção, e para uma gradual autonomia. Por forma a atingir este objectivo foram definidos os seguintes objectivos específicos:
  • Garantir as condições básicas de sobrevivência;
  • Proporcionar apoio psicológico e social;
  • Contribuir para a obtenção de uma gradual qualidade de vida;
  • Promover o desenvolvimento estrutural das pessoas, e a aquisição de competências básicas e relacionais;
  • Potenciar a aquisição de padrões de comportamento e competências sociais, que tornem possível o processo de socialização, e a prática inerente ao mercado normal de trabalho;
  • Garantir o acompanhamento e apoio para a integração socioprofissional;
  • Facilitar a definição de um plano individual de inserção participado, em ordem à elaboração de um projecto de vida personalizado.
 
Para atingir estes objectivos, o Centro disponibiliza  um conjunto de actividades:
  • Alojamento;
  • Alimentação;
  • Higiene e necessidades multidimensionais;
  • Diagnóstico;
  • Atendimento/acompanhamento técnico na elaboração/ implementação do projecto de vida;
  • Criar condições que assegurem, numa lógica multidisciplinar, o equilíbrio psicológico e uma efectiva reinserção social;
  • Acompanhamento psicológico;
  • Apoio Social;
  • Apoio Jurídico;
  • Actividades Individuais (técnicas de procura de emprego; apoio no estabelecimento da rede social de suporte- família, amigos, grupos de pertença; 
  • Actividades de grupo – ateliers, grupos de auto-ajuda; educação para a saúde – acções de sensibilização, treino de actividades de vida diária, treino de competências; voluntariado, actividades sócio-culturais, outras actividades ocupacionais com utilidade social e de lazer;
  • Qualificação escolar;
  • Formação profissional;
  • Emprego protegido;
  • Encaminhamento/acompanhamento noutras actividades profissionalizantes;
  • Sessões de informação e orientação para o apoio à empregabilidade e acesso ao trabalho;
  • Promover a articulação interinstitucional e intrainstitucional;
  • Desenvolvimento de parcerias;
  • Apoio médico e de enfermagem;
  • Apoio jurídico quando solicitado.
 
 
O Centro de Alojamento Nocturno, mantém as características do acordo assinado em 1999, com o Centro Regional da Segurança Social de Lisboa e Vale do Tejo, Câmara Municipal de Lisboa (que mantém neste enquadramento um financiamento parcial), e a VITAE- Associação de Solidariedade e Desenvolvimento Internacional. 

Visa o alojamento temporário de pessoas sem-abrigo em regime nocturno, com o suprimento das necessidades básicas, e o acompanhamento biopsicossocial.
O centro assegura o suporte às situações a serem encaminhadas para outras respostas até ao final do presente ano, propiciando neste enquadramento o encerramento da resposta.

Os utentes integrados nesta resposta (145 utentes), têm vindo a ser gradualmente encaminhados, para outras respostas adequadas à sua situação, para que se atinja a meta acordada com a Câmara Municipal de Lisboa. 

Este Centro garante os seguintes serviços:
 
  • Alojamento Temporário;
  • Higiene Pessoal;
  • Alimentação;
  • Tratamento de Roupas;
  • Barbearia;
  • Acompanhamento e encaminhamento social;
  • Terapia Ocupacional/Oficinal;
  • Actividades socioculturais;
  • Cuidados básicos de enfermagem e encaminhamento para serviços médicos;
  • Apoio Psicológico;
  • Apoio Jurídico;